Crowdsourcing Brasil

Crowdsourcing Brasil

financiamento crowdsourcingJá ouviu falar no termo Crowdsourcing? Quem não ouviu com certeza conhece a expressão “vamos fazer uma vaquinha”, não é mesmo? Com a diferença de que essa é uma “vaquinha digital” e tem um alcance muito mais amplo.

O conceito crowdsourcing surgiu em 2006 e tem sido utilizado cada vez mais junto com financiamentos; parte do princípio de que várias pessoas contribuem e podem fazer o que antes não poderiam sozinhas. No crowdsourcing o objetivo de um projeto vai muito além da “vaquinha”, que costuma ser menor e simples como dar um presente ou suprir uma necessidade imediata. Uma ideia, como começar uma empresa, criar um centro de entretenimento, saúde ou ainda uma obra de arte, não retorna somente para uma pessoa ou grupo específico, mas para a sociedade.

A tradução literal do termo crowdfunding é “financiamento pela multidão”, isso quer dizer que várias pessoas podem contribuir com pequenas ou grandes quantias de dinheiro a fim de conseguir concretizar uma ideia. Já o termo crowdsourcing significa “fonte de recursos pela multidão”, e na prática seu significado é idêntico ao crowdfunding. Em ambos, um número ilimitado de pessoas pode doar (financiamento colaborativo sem restrição).

Essa tem sido uma maneira inovadora de realizar projetos sociais que ainda não saíram do papel. Já é comprovado que o crowdfunding mudou a história de muitas instituições que antes eram dependentes de patrocínio ou do próprio bolso do idealizador para iniciar seu projeto social. A grande maioria dos idealizadores sofre do mesmo problema: falta de investimento. Especialmente em tempos de crise econômica e recessão, fica bem difícil arrumar capital para custear os negócios. E justamente nessa situação é que ressalta essa alternativa promissora e muito criativa para gerar fundos.

O funcionamento do crowdsourcing é bem simples e consiste em um empreendedor lançar sua ideia para o público via internet, mostrando seu projeto e quanto ele necessita arrecadar para conseguir realizá-lo. As pessoas acessam o site e conhecem o projeto por meio dos textos e vídeos que são apresentados para então poder decidir se desejam ou não contribuir. Caso o projeto alcance o valor desejado, o site que divulgou essa iniciativa receberá uma comissão da empresa (que em geral fica em torno de 12% do que foi obtido), mas se não conseguir o financiamento, o empreendedor não receberá nada do que foi arrecadado, sendo o dinheiro devolvido aos contribuintes. Essa é a modalidade tudo ou nada.

O Crowdfunding não serve apenas para as pessoas que não tem dinheiro para seu financiamento, mas também pode ser usado em qualquer tipo de mercado, seja ele de saúde, tecnologia, cultural, industrial, etc. Ele ainda é utilizado para os empreendedores que necessitam de um capital maior, sendo uma alternativa importante e muito interessante para captar recursos.

Esse tipo de financiamento está apoiado na boa vontade das pessoas em ajudar um determinado tipo de negócio a sair do papel e tornar-se realidade, e tem como alvo poder participar disso no futuro. Quem investe faz porque gostou e se identificou com o projeto e tem a oportunidade de fazer parte de algo grande, ainda que sua contribuição seja pequena.

Muitas vezes, os colaboradores deste financiamento são recompensados pelos empreendedores que estão promovendo sua ideia, com prêmios, brindes e até mesmo uma participação dentro de sua empresa, dependendo para isso da quantia que será investida no projeto.

O crowdsourcing está crescendo cada vez mais e conquistando seu espaço tanto no Brasil como no resto do mundo. Felizmente, as leis brasileiras vem se modificando favoravelmente de modo que o crowdsourcing continua avançando bastante.

Algumas empresas muito conhecidas mundialmente já foram beneficiadas pelo investimento coletivo, por exemplo: o YouTube, a Linux e o Wikipédia. Até mesmo a tão conhecida Estátua da Liberdade utilizou esse tipo de serviço coletivo para ser construída e transportada. Então, como se vê, não é algo tão novo e nem estranho.

Seguem abaixo os melhores sites de crowdsourcing para que você possa conhecer mais sobre o assunto e poder investir também, caso algum dos projetos lhe agrade:

Sites brasileiros

•    Catarse
•    Senso Incomum (projetos sociais)
•    Queremos
•    Vakinha
•    Multidão
•    MovereME
•    Incentivador
•    Benfeitoria
•    Kickante

Sites estrangeiros

•    KickStarter
•    PeerBackers
•    IndieGoGO

As organizações estão cada vez se abrindo mais para o Crowdfunding pois tem visto que essa é uma plataforma muito eficaz de alcançar recursos e atingir seus objetivos com mais facilidade. É onde o investidor não corre riscos, não precisa investir um valor alto e tem resultados bem rápidos comparando com outros tipos de arrecadação, além de ser bem pouco burocrático.

Conselhos gerais para quem deseja alavancar um projeto pelo Crowdfunding

•    Seja humilde para pedir ajuda e determinado em alcançar seu objetivo;
•    Conte a sua família, amigos e colegas pedindo que divulguem a outros;
•    Tenha um grupo de amigos que o apoiem e incentivem;
•    Relembre as pessoas constantemente sobre sua campanha pois nas demandas do dia a dia, elas podem esquecer de contribuir;
•    Reconheça todo tipo de contribuições como serviço, tempo, dedicação, além das financeiras;
•    Não peça menos do que precisa. Estabeleça um objetivo e acredite nele;
•    Se apresente nas mídias sociais;
•    Peça aos doadores para compartilharem sua ideia para conseguir novos doadores.

Há o exemplo de uma plataforma chamada “Queremos” – uma produtora de shows que promove músicos e bandas por meio do Crowdfunding. Através do site, ela arrecada o valor necessário para um show acontecer e depois os ingressos são postos à venda. Conforme a quantidade de ingressos vendidos, as pessoas que contribuíram para o show se realizar irão recebendo seu dinheiro de volta, sendo que, conforme a demanda, o show pode sair gratuitamente para elas.

Outro exemplo é o Ônibus Hacker promovido pelo site “Catar-se”. Esse ônibus foi idealizado por um grupo de amantes de tecnologia, cujo sonho era produzir um laboratório tecnológico móvel que circulasse pelo Brasil, realizando oficinas, juntando conhecimentos e experiências de todos interessados por onde passasse. Criado em 2011 com uma campanha que arrecadou sessenta mil reais em dois meses, ele começou a funcionar em 2012, o que só foi possível por causa do Crowdfunding.

Resumindo, essa tem sido atualmente uma das formas mais simples e eficazes de ajudar os outros; uma maneira de levantar fundos que você precisa para realizar os projetos que sonha através de pessoas que estão dispostas a colaborar.